Morreu na madrugada de ontem Mário Cesariny, poeta surrealista que aprecio (como outros dessa corrente aliás. Ficam aqui dois apontamentos.



"homenagem a cesário verde

Aos pés do burro que olhava para o mar
depois do bolo-rei comeram-se sardinhas
com as sardinhas um pouco de goiabada
e depois do pudim, para um último cigarro
um feijão branco em sangue e rolas cozidas

Pouco depois cada qual procurou
com cada um o poente que convinha.
Chegou a noite e foram todos para casa ler Cesário Verde
que ainda há passeios ainda há poetas cá no país!"

Mário Cesariny
(c) « Almofada » Homenagem a Mário Cesariny
(c) « O Separador »
Publicités
Publié dans Homenagens. 2 Comments »


Festeja-se o centenário da morte do artista pintor Paul Cézanne (1839-1906). Deixo aqui um dos seus quadros emblemáticos como pequeno apontamento (rapaz de colete vermelho).

Publié dans Homenagens. 2 Comments »
%d blogueurs aiment cette page :